Até sempre!

Retiraram direitos aos trabalhadores, precarizaram mais o emprego, congelaram vencimentos, diminuíram salários reais, cresceu o desemprego, aumentou o tempo de trabalho, baixaram as comparticipações em actos médicos e em medicamentos aos mais idosos, baixaram os valores das reformas, dos subsídios de desemprego, aumentaram os impostos, as taxas moderadoras, as propinas, os combustíveis, os transportes, as rendas de casa, fecharam-se escolas, cantinas, hospitais, maternidades, aumentou o fosso entre ricos e pobres e a miséria e a fome está presente em muitas famílias … tudo em nome de um amanhã melhor para todos. Mentiroso e traidor este Governo!

Mas se a actuação do Governo não me surpreendeu de todo, confesso que estou muito desiludido com a “minha” esquerda. A esquerda… das pessoas de esquerda a sério. Estejam onde estiverem. Todos sabem que defendo uma esquerda ampla. “Uma esquerda, sem tabus, descomprometida, séria, organizada em plataformas de denominadores comuns. (…). Uma esquerda social, humanista, solidária. Uma esquerda responsável, moderna, sem preconceitos. Uma esquerda exigente com os problemas do emprego, das desigualdades, das injustiças, da dignidade humana.”

Passado este tempo e em tempo de balanço não vejo que a esquerda caminhe neste sentido. E sendo assim não me interessa estar na actividade partidária. Mas vou aguardar mais uns tempos e ler os sinais em especial os do Bloco já que da direcção do PCP, infelizmente não há nada a esperar.

E com este pequeno apontamento, aproveito para comunicar que este blogue termina hoje. Se um dia me apetecer voltarei com outro. O meu obrigado a todos os que me acompanharam nesta empreitada e um enorme e sincero desejo que 2008 Vos traga tudo de bom a todos.

feliz2008.gif
Advertisements

13 comentários a “Até sempre!

  1. Caro Fernando dou os parabéns pelo excelente trabalho.
    Espero, com muita esperança, que retornes e enriqueças a blogosfera com os teus escritos.Espero sinceramente.

    Boas entradas e feliz ano novo.

  2. Amigo Fernando
    Uma vez mais o vejo desiludido. E tem razão. Esta esquerda que temos é pior do que a pior direita que alguma vez se viu. Mas também desta direita que temos apenas mudaram as moscas. Quer dizer que isto nem direita é.
    Estão todos é a zelar pelo seus bolsos em detrimento do bolso daqueles que mais precisam.
    Vamos inicra mais um ano de luta. Cada vez mais dificil e à qual todos fazemos falta. Não desista agora, como nunca o fez.
    Se não o conseguiram abater até agora, não queira pelas suas próprias mãos dar a este filhos da p… , o prazer de o ver por terra.
    Homens honestos e intergos, que defendam democraticamente as suas ideias fazem falta na blogosfera.
    Os meus votos de BOM ANO DE 2008 são extensivos a toda a sua família.
    NÂO DESISTA FERNANDO.

  3. Ó Fernando, essa esquerda já não se vê porque já não existe. Nem esquerda nem direita, aliás. Nesse país, o que há cada vez mais é um Centralão onde todos comem do mesmo tacho. Chamam-lhe Democracia, embora quem conheça a génese da palavra saiba que não o é. Oligarquia, quando muito. Seja como for, desejo (dentro do possível) um bom ano de 2008 e espera-se o regresso à blogosfera para breve.

  4. Se este é teu ultimo post, este é meu ultimo comentario neste blog.
    Neste tempo em que te li, vi sempre em ti alguém de grande coração, alguém pronto a dar sua camisa para qualquer causa justa.
    Vi em ti aquele Robin des Bois, se pudesses roubar os ricos para dar a quém precisa o farias e o tems feito a tua maneira.
    Vejo em ti aquele revolucionario dos tempos modernos, pronto a defender os direitos, a liberdade de cada um…
    Comprendo que hoje estajas com vontade de parar (um pouco..até voltares), quando olhas a tua volta não ves nada de bom, tudo esta cada vez pior…comprendo, no teu lugar estaria igual.
    Acreditastes numa esquerda, so que hoje ja nem ha esquerda, nem direita, ha simplesmente pessoas na miséria, cada vez mais desigualdades…
    Hoje é preciso simplesmente uma politica da familia, uma politica da saude, uma politica social, etc..e não essa politica politicarda

    Fernando tems direito a tomar férias, so que tems de voltar, não es demais para que isto mude.
    Uma vez escrevi que meu blog era como uma gota de agua no oceano, mas o oceano é tão grande por ter tanto gota de agua…

    Desejo te um ano 2008 muito bom
    com tudo de bom e muita Força !

    Um grande beijo de quem sempre te tem seguido pelos estes caminhos, com quém tenho aprendido muito.

  5. Hoje que eu descobri o blog ele acabou.
    Mas Fernando, não desista, eu tenho apenas 36 anos e só este ano resolvi aderir ao activismo politico. Senti necessidade. Após uma pequena meditação e pesquisa tornei-me militante do Bloco de Esquerda. Acredite que o Bloco não desistiu nem desitirá dos seus ideais. Temos é que ajudar com a nossa colaboração.
    Um abraço e saude.

  6. Oh rapaz tu não desanimes! E fazes falta ao pessoal…
    Sabes que por vezes discordamos mas no essencial que é a denúncia e a luta, estamos sempre juntos.
    Descansa, recarga as baterias que cá te espareremos!
    E não te esqueças que “el poder es del pueblo, no de los oligarcas” e todos fazemos falta para mudar este estado de coisas.
    Deixo-te um abraço com um até breve e uma musiquita para te animares:
    http://www.ijigg.com/songs/V2AF4CABPB0

  7. Caro Fernando,

    Parece que cheguei atrasado! Conheci o seu blog por acaso, gostei da sua lucidez e capacidade de intervir, notável quando se tem 52 (eu também), e, apesar de por vezes não concordar consigo, tenho pena que, afinal, tenha estado num blog já extinto!

    As pessoas que mantêm essa chama não devem (não podem) calar-se; é a “sua parte”. Veja no meu blog a metáfora do colibri, a última de 2007. Percebeu, Fernando? Não há partes importantes, nem partes insignificantes.
    Há, simplesmente, a “nossa parte”, nesta orquestra que não pára.

    Se, e quando quiser dizer algo mais, avise-me onde está para o meu e-mail, ok? Ou ponha 1 comentário no http://www.curaalternativa.blogspot.com

    Já agora, tem a poesia completa do Alvaro de Oliveira, Baladas de Orvalho?

    Abraço

    L F Pontes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s