Imigrantes uma “espécie” maldita

As imagens de imigrantes perseguidos e algemados, após dois dias de viagem em alto mar, numa pequena embarcação sobrelotada, à fome e ao frio, arriscando a vida à procura de uma oportunidade, são imagens que nos deviam entristecer e revoltar, mais a mais, quando isto acontece num país que viveu estas situações, em particular nos anos sessenta e setenta, com milhares de portugueses a emigrar à procura do sonho de uma vida melhor. Tal e qual como agora o fizerem os 23 imigrantes marroquinos.

Choca-me saber que alguns foram perseguidos e algemados, como se de criminosos se tratassem. Choca-me que sejam chamados de clandestinos ou ilegais. Choca-me que sejam indesejados. A imigração é um direito. É por isso que abomino o nacionalismo ou o patriotismo, como queiram. As pessoas devem ser livres de escolher onde viver. Sem muros e sem fronteiras. Ser imigrante é um acto de grande coragem e dignidade. São pessoas que não se conformam com o destino que lhes querem traçar. Os imigrantes são pessoas à procura de uma oportunidade de vida. Afinal eles, como nós, apenas querem viver e ser felizes. É isto que os dirigentes políticos, com raras excepções, não querem perceber, envolvidos que andam em fazer a gestão do capitalismo e não a tentar resolver o problema das pessoas que sofrem.

Anúncios

2 comentários a “Imigrantes uma “espécie” maldita

  1. Este post teu so me pode fazer relembrar meu pai e outros que emigraram a procura duma vida melhor; a coragem que tiveram de ir, deixar suas familias, amigos.
    Vivemos num mundo imperfeito e absurdo.

  2. Eu discordo da sua opinião muitos dos emigrantes não precisam de coragem para vir para a Europa apenas precisam que alguém lhes incuta o medo, se queremos realmente ajudar estes homens e mulheres devemos sim providenciar para que o seu pais progrida e acabe todo o tipo de guerras civis que possam existir, enquanto lhes estivermos a dar asilo apenas estamos a ajudar a piorar o problema, acha mesmo que os emigrantes se preocupam com o nosso pais ou com as pessoas que cá vivem ? por muito solidários que sejamos estas pessoas vão sempre odiar estar num pais que não lhes pertence e isso gera inveja e desconfiança que será passada ás gerações futuras já nascidas no pais de destino.
    Deixemos de ser estúpidos e passemos a atacar o problema onde ele começa, nos senhores da guerra, nos traficantes de seres humanos e nos políticos corruptos e ditadores.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s