Conversas de café.

O Kontraste 3.0, numa rubrica que designou como conversas de café, convidou o Foice de Dedos a responder a um conjunto de questões, na linha de outras entrevistas que tem vindo a publicar, visando dar a conhecer melhor quem está por trás dos Blogues e as sua motivações. Antecipando-me à prometida publicação no Kontraste 3.0 dou conta, aos meus leitores, da entrevista que me foi solicitada via e-mail.

Sabendo que a blogosfera é uma janela para a vida cibernética, como vê o fenómeno “blogue”?

– Os blogues sendo talvez o produto primeiro da expressão pública de uma presunção pessoal, a consequência última é contudo a união perfeita entre tecnologias e cidadãos, num universo de saberes e de informação, continuamente actualizado e interactivo, colocados ao dispor de todos, enfim, um espaço superior de consulta e pesquisa privilegiado e mais confiável, logo um indispensável instrumento para a democratização e libertação das pessoas e das sociedades.

Quando acede à blogosfera que tipo de blogues procura?

– Abro com os de conteúdo social e político e destes, em primeiro lugar aqueles cuja identidade política é próxima da minha, principalmente os que julgo mais aptos, exigentes e sérios na análise e na argumentação. Por “deformação ideológica”, fazem ainda parte da minha leitura regular, os blogues descoincidentes com o entendimento dominante em várias temáticas. E também o dos amigos, naturalmente, seja qual for a área em que se movem.

O que o levou a criar um Blogue?

– Entrei pensando que tinha opiniões descondizentes com as maiorias e queria deixar isso assinalado, sem cuidar de grande rigor e prazos, deixando soltar ideias descomprometidas e simultaneamente experimentar novas sensações, a juntar a uma escrita simples e despretensiosa, reservada praticamente a mim próprio.

Que balanço faz da sua estadia na blogosfera e da blogosfera actual?

– Três anos depois, com o “à esquerda” primeiro, o “A hora que há-de vir!..” depois e agora com o Foice dos Dedos, a vontade de postar mudou. Considero que a minha presença já foi mais útil e a vontade maior. Embora a blogosfera tenha públicos para todos, hoje quem se dispõem a visitar os blogues, quero crer, na sua maioria, espera informação idónea e actualizada, argumentos capazes, vastos conhecimentos, competências extraordinárias e tempo, coisas que manifesta e humildemente não tenho por aí além. Nos últimos tempos a blogosfera cresceu muito em qualidade e especialização e a tendência é para uma maior refinação e requinte e quem sabe, profissionalização. O balanço é a todos os títulos positivo.

Acha que os blogues podem substituir a imprensa online?

– Acho que podem competir, mas dificilmente substituí-los. Nem seria útil. A imprensa on-line é basicamente informação, os blogues são informação, comentário, opinião, investigação. Os blogues não estando prisioneiros de compromissos comerciais, de um sistema empresarial, tendem a ser mais independentes e mais ousados na opinião.

Em que medida os blogues influenciam ou influenciaram a sua vida e/ou a actividade profissional?

– Não influenciaram muito a não ser um tempo maior dedicado ao blogue e aos blogues de “estimação”. No geral ajudaram-me a perceber melhor o mundo e as diferenças entre a opinião publicada e a realidade. Com os blogues ganhei em informação e conhecimentos.

O que faz um bom blogue?

– Globalmente, um layout simples, com “luz” e uma predominância do fundo branco. Bons textos, curtos e expressivos, actualização e temas adequados ao público-alvo. Extrema dedicação e muito fair-play aos comentários “inconvenientes”.

Anúncios
por Fernando Publicado em Geral

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s