Ser de esquerda

estrelavermelha.png

Agora mesmo descobri um post da Isabel sobre o que é ser de esquerda, hoje. Na altura fiz um muito pequeno comentário. Relendo-o agora, dois anos depois, continuo a pensar o mesmo. Disse apenas isto:

“ser de esquerda é preocupação, angustia, inquietação, luta, irreverência, arrebatamento, inconformismo, sei lá, por um mundo onde TODOS vivam com dignidade e vivam bem. Um planeta em que a riqueza ou a pobreza é equilibrada por todos. Utopia? que seja. ”

O que é que vocês acham sobre o que é ser de esquerda, hoje?

Advertisements

7 comentários a “Ser de esquerda

  1. Ser de Esquerda é olhar e ver as injustiças para com os mais frágeis, combater a arrogância e o poder dos mais fortes. Lutar hoje pela liberdade e igualdade ao nascer,tentar tudo para alterar
    e construir um mundo justo.

  2. Tudo isso não passam de lugares comuns que, na prática, não representam qualquer diferença relativamente a quem é de direita. Não podemos dividir o mundo entre os bons, de esquerda, e os maus, de direita.

  3. Ser de esquerda hoje é como sempre foi. Ter uma posição honesta em defesa dos direitos de quem trabalha. Defender a igualdade entre os seres humanos e respeitar as diferenças entre indíviduos. Defender a Liberdade e lutar contra a opressão. Ser solidário.

  4. Ser de esquerda é se aproveitar dessas idéoias demagógicas em proveito próprio.
    Ser de esquerda é nunca reconhcer que esta errado, é sempre achar que é dono da verdade.
    Ser de esquerda é deportar estrangeiros que querem viver longe de um País de esquerda.
    Ser de esquerda é dizer que uma cesta básica, vai resolver o problema do pobre.
    Ser de esquerda é achar que a ladroagem que impera no Brasil, com este Governo de esquerda, não é ser ladrão, desoesto e cafajeste.

  5. Ser de esquerdas é crer na igualdade das pessoas e na sua liberdade, non defender a liberdade do mercado antes que a das pessoas.
    Ser de esquerdas é defender a xustiza social e non a caridade. Tamén é ser consecuente co que pensas e defendes en todolos ámbitos. A un de esquerdas coñecelo polo que fai, a un socialdemocrata polo que di.

  6. Nos dias de hoje, qualquer um, por livre arbitrio cre-se esquerdista, a esquerda nos dias de hoje passou por processo de banalização.
    A verdadeira essencia do esquerdismo, é vivenciada pelos marginais de hoje, no sentido de correrem pelas margem da sociedade, não crianda alternativas de lutas e sim sendo-as.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s