A A28 vai ter portagens no fim do ano.

Ontem, aproveitando a presença do Secretário de Estado Adjunto, das Obras Públicas e Comunicações, na inauguração da Ponte de Fão, a comissão de utentes da A28, interpelou antes da cerimónia, o governante, com uma reunião, pedida à mais de 7 meses, para discutir o estudo da fundamentação política, para a introdução de portagens com custos para o utilizador.

O Secretário de Estado, desculpou-se, dizendo que pensava que o objectivo da reunião seria para discutir a implementação técnica (que está em fase de conclusão) e prometeu uma reunião para muito breve. Já no decurso da cerimónia e perante os presentes, informou que já começaram as negociações com os concessionários e que a escolha da tecnologia “está lançada” e prometeu uma metodologia de implementação, caso a caso, quilómetro a quilómetro, em sintonia com os responsáveis autárquicos.

Que se preparem pois, todos os que estão contra a introdução das portagens. A implementação vai ser parcial e haverá troços onde não haverá portagens. Com isto vão tentar dividir as populações. Mas que fique claro que a A13 não é alternativa. Que atravessa cidades e vilas pelo centro. Que há centenas de travessias e dezenas de semáforos. Que há troços onde não é possível a circulação de pesados como a Ponte de Fão e de Viana do Castelo. Que a ligação Porto-Viana vai demorar mais de duas horas quando pela A28 se faz em meia-hora.

A comissão de utentes tem de meter mãos à obra desde já!

 

Advertisements

9 comentários a “A A28 vai ter portagens no fim do ano.

  1. A função quer do IA, imposto automóvel que agora creio que mudou de nome numa estratégia tipo “A Pide foi extinta, agora há é a DGS”, juntamente com o imposto sobre combustíveis era exactamente o de pagar a infraestrutura rodoviária.
    Seria importante saber, antes de se começar com esta história das portagens, quanto rende o ISP e o ex-IA e quanto é que custa a tal infraestrutura rodoviária.

  2. Gostaria de saber qual a forma de contactar a comissão de utentes da A28, pois queria contribuir com a minha opinião sobre a sua não consideração como auto-estrada devido à subida aos Km 50 e 51 sentido sul-norte, onde já tive de cirular abaixo dos 50Km/hora na faixa esquerda!!! A falta de terceira faixa para os pesados obriga alguns a circular bastanta abaixo dos 50 Km/hora e quem fica retido atrás de um, quando se sai para os ultrapassar na faixa da esquerda também se circula abaixo do permitido! Isto já é mau numa estrada sem portagem, e então com portagem…
    Fernando Ramos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s