O Estado delator

458391.jpgUma trabalhadora, Alice Marques, informou o ministério das Finanças, através do portal do Governo, de uma eventual fuga fiscal da empresa onde trabalhava – a fábrica Mendes Godinho, que estava em processo de dissolução e que é participada em 75% pela Parpública.

Incompreensivelmente, o Estado remeteu à administração da Empresa, a informação da trabalhadora, pelo que esta foi obrigada a aceitar o despedimento com uma redução na indemnização em 3500 euros, em troca de um processo disciplinar e um eventual despedimento sem direito a indemnização.

O Estado em vez de proteger as fontes e o sigilo, violou a protecção de confidencialidade a que está cometido, pelo uso do portal e delatou.

A trabalhadora comunicou que vai naturalmente processar o Estado.

 

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s