O primeiro de Maio é um dia de luta!

Amanhã é o dia do Trabalhador. O primeiro de Maio foi o dia escolhido, para sinalizar a primeira grande jornada de luta de centenas de milhares de trabalhadores em 1886, em Chicago nos Estados Unidos, pela defesa das 8 horas de trabalho diárias.

O primeiro de Maio é assim um dia de luta. No dia 25 de Abril, foi um dia de festa, celebramos o dia das liberdades. A liberdade para todos. No dia 1 de Maio, é um dia de luta, celebramos a luta dos trabalhadores por direitos e dignidade.

Convém não confundir os planos.

No dia 25 de Abril esteve quem defende as liberdades, contras os fascismos e por isso não é razoável, aproveitar-se essa data, para fazer ataques ou criticas, fora desse âmbito. Não é compreensível, ouvir criticas e assobios a partidos políticos democráticos ou a resistentes antifascistas, como aconteceu a Edmundo Pedro, o mais jovem dos resistentes antifascistas a passarem pelo Tarrafal, apenas por representar o PS.

No 1º de Maio, sim está a luta política, sindical e social na rua. Na rua devem estar os trabalhadores que vêem os seus direitos atacados, os partidos e os sindicatos que não se revêem nas políticas anti-sociais do Governo. Deve ser uma jornada de luta e de protesto.

Em coerência, a extrema-direita fascista e xenófoba, não comemorou o 25 de Abril. Também em coerência, com os ideais nazis, (na Alemanha os fascistas saem à rua nesta data) no primeiro de Maio, e aproveitando a liberdade que Abriu lhes deu, vem para a rua, defender os trabalhadores “portugueses”, as empresas “portuguesas”, um Portugal para os “portugueses”, contra a “luta de classes” e o “capitalismo”. Em coerência ainda o cartaz é uma cópia do símbolo usado na Alemanha nazi.

De forma não muito dissimulada, em nome dos “portugueses” e de “Portugal”, está em marcha mais um ataque racista e xenófobos aos imigrantes.

Anúncios

2 comentários a “O primeiro de Maio é um dia de luta!

  1. Espero que os extremos não se toquem quando no 1 de Maio desfilarem por “interesses” diferentes em Lisboa.

    Espero também que a Manifestação dos trabalhadores de todas as cores, credos e raças seja a mais forte de sempre.

    “Que sejamos muitos mil”, e que os governantes nos ouçam de uma vez por todas.

    Forte abraço
    [[]]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s