As bestas

pnr.jpg

O bando de pulhas, de imbecis, de gente desprezível, asquerosa, néscia, reles, anda a colocar outdoores na rua contra os imigrantes, aproveitando-se do sentimento de insegurança e do mal-estar social dos portugueses.

Para esses bestas vai o meu profundo desprezo.

Anúncios

17 comentários a “As bestas

  1. Este post teu retrata bém a mentalidade dos portugueses…

    Repara bém o que estas fazendo com este post, estas a dizer mal dessas pessoas que colocam outdoores na rua e tu colocastes isto aqui, estas fazendo exactemente o que eles querem, desta maneira ainda lhes das mais força…

    Ja passamos por um periodo destes aqui, e a melhor solução foi ignora-los, falar o menos possivel deles, e quando vês dessas pancartas, o que ha a fazer é resga-las o então colar outra por cima…

  2. Fernando

    No mínimo, e um pouco de acordo com o comentário da “helena”, sugiro que coloques a imagem do outdoor da frente nacional fascista no teu blog mas com a evidente demonstração da tua repulsa, isto é: Do ponto de vista gráfico bem podes mostrar a utilidade que aquilo tem. E já que não serve para limpar o rabo, desculpa-me, mas “caga-lhe” em cima e mostra aos teus leitores o nosso desprezo por tal… (ia a escrever gente, mas não…) por tais animais sem ofensa para os mesmos. Faz o que segundo alguns jornalistas, fizeram alguns cidadãos Lisboa. Na impossibilidade de cagar em cima daquela porcaria, despejaram-lhe tinta castanha em cima.

  3. Viva,

    Concordo que estes cartazes são para mostrar e não mostrar, nem por um momento, desinteresse. Repara que o tema da imigração tem que ser discutido e há sempre restrições a fazer mas nunca, repito nunca, nestes termos. Façam boa viagem? Nacionalismo é solução? Ainda custa-me a acreditar que estes cartazes andam na rua…

    Abraço,

  4. Helena
    Não é a mentalidade dos portugueses é a minha mentalidade. Convém não generalizar. Este outdoor, sugere a expulsão de todos os imigrantes. É racista, xenófobo e fascista e só pode suscitar a revolta e a indignação de toda a gente de bem. Entendo que ao mostrar o cartaz estou a mostrar a face dessa gente.

    João do Carmo Lopes
    Não percebo o que dizes. O que disse ou não disse que devia ter dito ou não devia ter dito?

    Ricardo e José Manuel Faria
    Estamos de acordo.

  5. Divulgar isso, so da para aumentar a popularidade deles….todos sabem que o racismo, o fascismo existem e veras que em Portugal ira aumentando.

    Em França, isso ja aconteceu anos atras, e a melhor maneira foi simplesmente de lhes dar menos atenção, não quero dizer fazer como se eles nao existissem, estar sempre em alerta mas não divulgar, porque isso so lhes dara mais popularidade…

    Temos é de nos fazer a pergunta de saber porquê ele esta aumentando, isso deveria alertar nossos governantes…

  6. Nem mais, acho que este problema deve ser exposto e não escondido. Só discutindo abertamente a questão se pode combater este tipo de ódio; desprezando-o apenas deixamos mais portas abertas e espaço para que se expanda, como são disso reflexo os acontecimentos mais recentes.
    Às crianças devemos esconder os medicamentos porque elas não percebem que não os devem tomar, mas enquanto adultos os problemas resolvem-se conversando sobre as suas consequências; não é preciso esconder nada. Se evitarmos a discussão sobre o assunto, menosprezando-o, como é que ele alguma vez poderá ser erradicado da nossa sociedade? A única forma de o ultrapassar é estando consciente dele e isso consegue-se com discussão, informação e educação.

  7. Discordo em absoluto da opinião da Helena. Por tentarmos esconder a porcaria por baixo do tapete é que muita gente que nasceu depois de 1974 olha para o cinzentismo do estado novo como se de um arco-iris de cores garridas se tratasse.

    Um completo disparate o não abordar dos assuntos.

    É assim mesmo Fernando.

    O tinto do dia (entenda-se disparate) vem da procuradoria-geral da república ao não considerar o cartaz com ilícito…

    Abraço

    [[]]

  8. Já que não percebeste a minha sugestão, porque é disso apenas que se trata, de sugestão, vou repetir-me:

    Para não ofender os teus visitantes o cartaz do Partido Nacional, pelo menos aqui, deveria ter uma mancha de tinta em cima, revelando dessa forma também a indignação que ele provoca nas pessoas.

    Quanto ao resto mostrei-me apenas subscrevo as palavras da helena

  9. O que mais me horroriza no cartaz é que aquele sujeito que lá aparece era (ou é?) professor no Planalto (em Lisboa), escola da Opus Dei.
    Andou (ou anda) a “ensinar” crianças.
    Era professor de Educação Visual.

  10. É assustador saber que tipo de formação estas bestas transmitem às nossas crianças. Também passei por um caso (menos grave) de uma professora de francês no 2ª ciclo que pressionava um filho meu a baptizar-se e iniciava as aulas com umas rezas católicas e que por pressão minha e de uma outra mãe (mais desta do que minha) que professavam outra religião, foi obrigada a abandonar essas práticas

  11. Olá Drª Quintela.
    Folgo em saber que descobriu este espaçozinho onde vou deixando cair algumas impressões pessoais sobre a nossa vida em sociedade.

    Gostei muito do trabalho conjunto e solidário e de uma grande exigência cívica que foi a luta pela despenalização da IVG e de conhecer novas pessoas com causas comuns.

  12. E assim ganhou Salazar!!! Isto está terrivelmente assustador!
    A minha filha foi apelidada por uma Freira de Filha do Diabo por os pais não serem casados e não ser batizada…

  13. Não querendo defender as ideias seja de quem for, acho que os termos que utiliza para descrever os simpatizantes do PNR nada abonatórios para si. Podemos discordar de uma forma civilizada, o seu post peca pela baixeza. Desculpe-me o desabafo, mas o 25 de Abril foi feito para termos liberdade de expressão, quer concordemos ou não.

  14. Ambassador.
    Tudo o que disser sobre esses tipos é de menos. Membros de um partido que perseguem, espancam e esfaqueiam até à morte, que fazem afirmações de ódio contra imigrantes, pretos, homossexuais, que fazem manifestações e provocam os imigrantes no Martim Moniz ou se deslocam a Vila de Rei, que colocam a morada da escola filha de um elemento dos gatos fedorentos, no seu Fórum, que tem à sua frente pessoas condenadas por homicídio, são o quê? Tudo o que disse e mais o que ficou por dizer.

    Eu respeito a liberdade de expressão deles (mesmo que pela ideologia que professam à luz da constituição, não sejam permitidos), podem dizer o que quer e lhes apetece, cabendo a quem de direito analisar se o que fazem e dizem é crime ou anticonstitucional. Pela minha parte assumo que essa gente é desprezível.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s