Preciso de mudanças

A vida é muito curta amigas e amigos. Começo a sentir-me um pouco cansado, sem vontade para nada, um pouco desanimado. Preciso de mudar qualquer coisa. Nestas ocasiões, lembro-me de António Variações, “só estou bem onde não estou, só quero ir onde não vou”. Não me apetece fazer o que precisa de ser feito. Faço o que não devia ser feito. Faço planos, depois refaço e por fim desfaço. Entusiasmo-me com facilidade, mas acabo por desiludir-me com mais facilidade ainda. Sou um idealista e um crédulo. Está a tornar-se entediante esta minha rotina. Tudo muito repetitivo. Preciso de mudanças. Mas não sei quais. Às vezes detesto-me. Às vezes preciso de estar só. Hoje é um desses dias. A vida é curta disse acima. E há tantas coisas por fazer e eu sem vontade nenhuma.

fm.jpg

[odeo=http://odeo.com/audio/5662533/view]

Senhas

Eu não gosto do bom gosto
Eu não gosto de bom senso
Eu não gosto de bons modos
Não gosto
Eu aguento até rigores
Eu não tenho pena dos traídos
Eu hospedo infratores e banidos
Eu respeito conveniências
Eu não ligo pra conchavos
Eu suporto aparências
Eu não gosto de maus tratos
Mas o que eu não gosto é do bom gosto
Eu não gosto de bom senso
Eu não gosto de bons modos
Não gosto
Eu aguento até os modernos
E seus segundos cadernos
Eu aguento até os caretas
E suas verdades perfeitas
O que eu não gosto é do bom gosto
Eu não gosto de bom senso
Eu não gosto de bons modos
Não gosto
Eu aguento até os estetas
Eu não julgo a competência
Eu não ligo para etiqueta
Eu aplaudo rebeldias
Eu respeito tiranias
Eu compreendo piedades
Eu não condeno mentiras
Eu não condeno vaidades
O que eu não gosto é do bom gosto
Eu não gosto do bom senso
Eu não gosto de bons modos
Não gosto
Eu gosto dos que têm fome
Dos que morrem de vontade
Dos que secam de desejo
Dos que ardem…

Adriana Calcanhoto

Anúncios

7 comentários a “Preciso de mudanças

  1. Caro amigo,

    Passamos uma vida a desejar ter tempo para fazer o que nos dá prazer e depois chegamos à conclusão que o mais difícil é sermos autónomos. Estamos tão habituados a seguir regras pré-definidas onde a nossa vida é gerida por terceiros que sentimos dificuldade em tomar as rédeas do nosso tempo. Acredito que vais conseguir encontrar o teu equilíbrio.

    Abraço,

  2. Então, então. Coragem, amigo. “A vida é feita de pequenos nadas”, lembras-te?
    O descontentamento faz parte da vida. Calhando anda a mudar qualquer coisa em ti e tu ainda não sabes o que é.

  3. Para além de compreender e como tal me solidarizar por completo com tais sentimentos, penso que o grande erro é não estabelecermos pequenos objectivos diários relativos ao nosso prazer a ser por nós cumpridos!Quando se trata de mimo esquecemo-nos com frequência de nós próprios! Outro factor condicionante é a capacidade que temos de ter para agradar aos outros para evitar os conflitos que tanto nos desgastam! Quando me sinto assim ouço a “Aquarela” do Toquinho e Vinicius de Moraes, pelo menos fico sempre com a sensação de que no dia seguinte poderei estar diferente e melhor…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s