O politicamente correcto

Ouvi ontem Jorge Sampaio a discursar. Até gosto do homem. É simpático e emociona-se muito. O que mexe sempre connosco. Mas os seus discursos eram enjoativos. Falava, falava, falava, mas o discurso não largava o lugar comum.

Excessivo no moralismo, exagerado nos apelos ao compromisso, à colaboração, à compreensão. Demasiado apego aos valores da “pátria”, um ar paternalista e comovedor desmesurado. Mas pronto, era uma questão de feitio.

Mas também em termos politicos em particular nos últimos tempos a sua actuação foi desastrosa, quer nos episódios Santana Lopes, quer por fim, com o caso Souto Moura e o envelope 9. Não saiu muito bem Jorge Sampaio.

Ontem Sampaio fez uma afirmação espantosa. Disse ele: “Agora já não tenho de ter um discurso positivista”. Ora merda! Então até aqui andou a enganar quem?

Chateia-me o PC. Fico irritado quando alguém se escuda na sua nova “figura” para camuflar o seu pensamento político. Arre, porra!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s